LABORATÓRIOS/NÚCLEOS DO PPGEDU

Aos grupos de pesquisa da área de educação estão associados núcleos e/ou laboratórios onde são desenvolvidos os projetos de pesquisa, ensino e extensão. Esses núcleos e laboratórios são coordenados por professores doutores e possuem infraestrutura física (espaço, mobiliário e recursos tecnológicos) que abrigam o cotidiano das pesquisas em desenvolvimento, vinculadas ao PPGEDU. A forte integração da graduação com a pós-graduação se reflete também na organização física e espacial dos núcleos e laboratórios, uma vez que neles também trabalham professores da graduação, estudantes bolsistas de iniciação científica e os mesmos ficam localizados no prédio que abriga tanto a pós-graduação como a graduação.

Devido ao grande empenho dos docentes, ao longo do último triênio, em concorrer a editais para realização de suas pesquisas e modernização de seus núcleos e laboratórios, no ano de 2012, todos os espaços já encontravam-se equipados com computadores, data-show, telefones, copiadoras e aparelhos de fax.

Núcleos, grupos de pesquisa e laboratórios relacionados à Linha de Pesquisa Práticas Educativas, Linguagens e Tecnologias:

1) Núcleo de Linguagem e Mídias (NULMI), abriga o grupo de pesquisa: Educação, Discurso e Mídia, fundado em 2003, registrado no diretório dos Grupos de Pesquisa do CNPq e coordenado pelas professoras Guaracira Gouvea e Adriana Hoffman, congrega pesquisas de 4 professores da pós-graduação e 3 professores da graduação. Mantém forte relação com pesquisas do grupo da profª Rosália Duarte da PUC-Rio. Tendo sido oferecida, no ano de 2012, e agora em 2013, uma disciplina conjunta entre os dois grupos de pesquisa. As aulas acontecem uma parte na PUC-Rio e outra na UNIRIO. A infraestrutura possui além de equipamentos como os descritos acima, computadores (adquiridos com verbas do Projeto CNPq/Universal e Faperj) apropriados para a realização de tratamento das imagens, bem como equipamento de som; aparelhos de televisão, videocassete e DVD.

2) Núcleo de Estudos e Pesquisa: Práticas Educativas e Cotidiano (NEPPEC) , fundado em 2004, abriga três grupos de pesquisa registrados no Diretório dos Grupos de Pesquisa do CNPq: Grupo de Pesquisa: Práticas Educativas e Formação de Professores (GPPF), coordenado por Carmen Sanches e Maria Elena Viana; Grupo de Estudos e Pesquisas em Avaliação e Currículo (GEPAC), coordenado por Claudia Fernandes e Andréa Feztner e o Laboratório de Pesquisa e Desenvolvimento em Ensino de Matemática e Ciências dos Anos Iniciais (LIMC-Mais), coordenado por Mônica Mandarino. O NEPPEC está montado no Laboratório de Metodologias Didáticas, sala equipada com materiais didáticos impressos de diferentes áreas de conhecimento; jogos lógicos; jogos de percepção; televisão LCD de 50’; aparelho de DVD; aparelho de som; retroprojetor; editor de fitas de áudio; diversos gravadores de som; câmera de vídeo e materiais de psicomotricidade; materiais de ensino de ciências naturais; dois computadores com gravador e leitor de CD Rom, placa interface com  televisão, conectado à internet, com uma impressora e um scanner; e ambiência como sala de aula para 30 alunos bem como espaço de trabalho para três professores pesquisadores. Infraestrutura inicial garantida com a verba dos projetos financiados (CNPq e FAPERJ).

O GEPAC, criado em 2007, funciona em sala própria com espaço para reuniões e equipamentos adequados para o desenvolvimento de suas pesquisas. Abriga os professores pesquisadores, estudantes de pós-graduação e graduação.

3) Núcleo de Estudos Tempos, Espaços e Educação Integral (NEEPHI) fundado em 1995, registrado no Diretório dos Grupos de Pesquisa do CNPq e coordenado pela professora Lígia Martha Coelho, desenvolve pesquisas relacionadas à educação integral em tempo integral. Um dos mais antigos grupos de pesquisa dessa temática, o NEEPHI possui intercâmbio com grupos de pesquisa  no Rio de Janeiro: UFRJ, UERJ/FFP e de outros estados: UFPR, UNB e UFMG. O núcleo ocupa uma sala com espaço permanente para três professores pesquisadores, mesa de reunião para trabalhos conjuntos. Além disso, possui computadores e equipamentos condizentes com as atividades do Núcleo.


Núcleos relacionados à linha de Pesquisa de Políticas, História e Cultura em Educação

1) Núcleo de Estudos em Educação Brasileira  (NEB/HISTEDBR/RJ), fundado em 2000, coordenado por Angela Maria Martins e Nailda Bonato possui espaço próprio, onde trabalham os pesquisadores e estudantes de graduação e pós-graduação. Está equipado com computadores conectados à internet, impressora e fax.

2) Grupo de Pesquisa Políticas Públicas em Educação (POPE), fundado em 2009,   dispõe de espaço modulado para abrigar os 20 integrantes do POPE, entre alunos, professores e bolsistas/estagiários, com dez computadores conectados à rede disponíveis para todos os estudantes da Linha de Políticas em Educação.

3) Grupo de Pesquisa: Educação Infantil e Políticas Públicas (EIPP/CNPq), fundado em 2012, é uma vertente do grupo de pesquisa POPE, descrito acima, em parceria, entre outras atividades, nas ações de avaliação externa do ProJovem Urbano – Programa criado em 2005 pela Secretaria Nacional da Juventude. O EIPP tem como foco a infância e as políticas públicas voltadas para esta etapa geracional como demandas de projetos de atuação. Além das pesquisas, o EIPP também atua em cursos no programa de pós-graduação, projetos de formação cultural e ação educacional, assessoria a escolas, redes públicas, organizações não-governamentais, e movimentos sociais voltados para a luta pelos direitos da educação brasileira como é o caso do Fórum Permanente de Educação Infantil, sediado na UNIRIO. O grupo conta, também, com a parceria de várias Secretarias Municipais de Educação, nas discussões com professores e gestores, nos processos de implementação de programas que visem à qualidade da Educação Infantil, à elaboração de propostas pedagógicas, à montagem de acervo literário para as crianças pequenas. Tem como líder, a Profª Maria Fernanda Rezende Nunes e vice-lider, o Prof. Luis Carlos Gil Esteves, ambos do PPGEDU. Conta com a participação da professora Lea Tiriba (Pedagogia/UNIRIO). Das pesquisas já enumeradas, vinculadas à Linha de Pesquisa Políticas, História e Cultura em Educação, 2 estão vinculadas a esse grupo, com apoio do CNPq (Edital Universal) e FAPERJ (Edital Jovem Cientista).

Na UNIRIO, os cursos de graduação, vinculados ao Centro de Ciências Humanas, funcionam, em sua maioria, pela manhã e à noite. Desta forma, pela parte da tarde, quando ocorrem as atividades do PPGEDU, há espaço físico de salas de aula, bem como disponibilidade dos recursos audiovisuais para as atividades de ensino. Ficam à disposição do Programa 5 salas de aula e uma sala de atendimento/orientação aos estudantes. Para as atividades administrativas, há uma sala de recepção com uma recepcionista e um computador; uma sala para secretaria com um secretário e um auxiliar de secretaria, com dois computadores, conectados à rede, scanner, máquina copiadora, fax, armários e arquivos, sala de reunião para o colegiado do curso. Para as defesas de dissertações há a nova sala de defesas do PPGEDU, com 50 lugares, reformada com verba da FAPERJ e equipada como uma sala inteligente (quadro eletrônico, data-show, computador, e vídeo-conferência), material recebido da própria UNIRIO como parte da política de incentivo aos programas de pós-graduação por parte da universidade.   Para a realização de eventos maiores, contamos com dois auditórios: um de 150 lugares, situado no Centro de Ciências Humanas e Sociais, onde funciona o PPGEDU; outro de 300 lugares, situado na Reitoria.


BIBLIOTECA

O Sistema de Biblioteca da UNIRIO, criado em 1986, compõe-se de uma Biblioteca Central-BC, de Bibliotecas Setoriais e de um Conselho Biblioteconômico. Elas atuam como suporte informacional de incentivo ao ensino, à pesquisa e à extensão universitária, integrando-se à estrutura acadêmica e aos sistemas de informação cultural, tecnológica e científica em âmbito nacional e internacional. A Biblioteca Central da UNIRIO é o órgão que administra o Sistema de Bibliotecas; seu prédio abriga e integra as Bibliotecas Setoriais do Centro de Ciências Humanas e Sociais-CCH, do Centro de Letras e Artes, do Centro de Ciências Exatas e Tecnologia e do curso de Biologia. Nas três Áreas do Conhecimento (CNPq) de interesse direto para o público usuário da Biblioteca Setorial do CCH (Ciências Sociais Aplicadas, Ciências Humanas, Lingüística, Letras e Artes), a BC oferece 62.341 títulos e 97.465 volumes de livros, além de 1.010 títulos de periódicos nacionais e 244 estrangeiros. Outros acervos incluem 9.859 itens impressos e multimídia, como teses e dissertações, discos, VHS e DVDs, partituras e peças de teatro, além de 1.897 itens digitais, como teses e dissertações e peças de teatro.

Na área de produtos e serviços, o complexo BC computou 14.054 empréstimos, 32.531 consultas e freqüência de 32.435 usuários, sendo 1.210 os usuários inscritos. A Sala Multimídia abriga atividades diversas, como palestras, capacitação em pesquisa (oferecida pela Biblioteca a usuários da UNIRIO), seminários internos, exibição de filmes e defesa de trabalhos de conclusão de curso. A BC oferece ainda catálogo local (impresso) e on line, folder explicativo, orientação e capacitação de usuários, livre acesso ao acervo, site, serviço de alerta, empréstimo domiciliar.

O horário de atendimento da BC é diário e ininterrupto, de 2ª. a 6ª. feira, entre 9 e 21h.

Quanto ao desenvolvimento da infra-estrutura de pesquisa, a implantação da Sala Universia, em convênio da UNIRIO com o Banco Santander, oferece ações de inclusão digital. A Sala conta com 15 terminais de acesso público à internet, ampliando consideravelmente as possibilidades de pesquisa e acesso à informação pelos usuários da Biblioteca. De sua inauguração no início de novembro até dezembro de 2009, a Sala teve 218 usuários. A implantação de outra sala similar, em convênio com o CIC/PRODERJ, oferece 12 terminais de acesso público à internet.

O Sistema de Biblioteca mantém intercâmbio e participação em redes, grupos, comissões com outras entidades, que contribuem para a ampliação e o aprimoramento da informação. Entre essas entidades estão: (i) Rede Bibliodata, que facilita não só a participação no processo de catalogação cooperativa, como também a localização de publicações em cerca de 70 instituições a ela filiadas;Catálogo Coletivo Nacional de Publicações (CCN), que permite a localização dos periódicos existentes em bibliotecas nacionais; (ii) Comutação Bibliográfica (COMUT), que viabiliza a solicitação de cópias de publicações constantes de acervos de outras instituições.O estreitamento de laços com os cursos de pós-graduação teve seus reflexos no aprimoramento da política de desenvolvimento de coleções e, como consequência desse trabalho, os programas de pós-graduação tem fortalecido seus produtos e resultados. Na área de educação, contamos com uma coleção (1999 a 2011) de periódicos em educação avaliados com A e B como Cadernos de Pesquisa, Educação e Sociedade, Teoria e Prática, etc.

Além desses periódicos, a biblioteca possui um acervo de 2000 livros, contendo os clássicos da educação e áreas afins e as referências mais atualizadas pertinentes às linhas e disciplinas do Programa de Pós-Graduação em Educação.A participação da UNIRIO na primeira edição do Edital de Apoio à Atualização de Acervos Bibliográficos nas Instituições de Ensino Superior e Pesquisa sediadas no Estado do Rio de Janeiro/ 2009 da FAPERJ que tinha por objetivo apoiar a aquisição de livros e publicações em outras mídias, destinados à pesquisa científica, permitirá que a UNIRIO adquira 1.045 títulos sendo 825 nacionais e 220 estrangeiros.

O projeto do edital foi elaborado pela Biblioteca em conjunto com os Programas de Pós-graduação e a Pró-Reitoria de Pós-Graduação.Além disso, o PPGEDU conta com uma pequena biblioteca na sala de professores, de livre acesso aos estudantes, com as produções bibliográficas dos docentes e discentes e revistas Ensaio, RBE e Educere. Na sala de defesas do Programa encontram-se para consulta, as 144 dissertações já defendidas no curso de mestrado, para consulta por parte dos estudantes.


RECURSOS DE INFORMÁTICA

Os estudantes contam com a estrutura de wireless livre nos laboratórios e núcleos do Programa, além de uma sala específica, com quatro computadores de mesa para estudo. Além dos computadores dos laboratórios, dos núcleos de pesquisa e da sala de estudos, os pós-graduandos contam também com esta infraestrutura da Escola de Informática Aplicada entre 8h e 16h, com 16 estações para executar seus trabalhos na universidade, facilitando o intercâmbio entre estudantes e professores.

Aspectos da Infraestrutura de Rede da Unirio:

A Rede Unirio conta com infraestrutura de rede local com acesso à Internet banda larga (RedeRIO  CBPF), com velocidade de até 100 Mbps. Os mecanismos de segurança da rede interna foram desenvolvidos com soluções LINUX em servidores, com configuração de filtro de pacotes (Firewall), servidores Proxy, controle de MRTG (Multi Router Traffic Grapher), IDS (Intrusion Detection System), entre outros serviços essenciais. O serviço de correio eletrônico, está implementado em servidores Lotus Domino. O Servidor de domínio (unirio.br) utiliza o Windows 2000 Server assim como servidores DNS (Domain Name Server), FTP (File Transfer Protocol) e de aplicações do Sistema Acadêmico. A infraestrutura de rede de informática da UNIRIO, atualmente administra centenas de contas de usuários, distribuídas geograficamente nos campus Av.Pasteur, 296 (Reitoria/Nutrição/Administração), Av.Pasteur, 458 (CCH, onde se encontra o PPGEDU), Instituto Biomédico (Frei Caneca) e Hospital Universitário Grafeé e Guinlle (HUGG), bem como prove acesso à Internet. O domínio uniriotec.br está integrado à rede administrativa da UNIRIO (domínio unirio.br).